quinta-feira, 23 de abril de 2015

Agora tudo se joga na cooperação local!

A SESSÃO da Rede DLBC Lisboa, realizada no dia 23 ao fim do dia no IRHUL, abriu o processo de debate, de clarificação de dúvidas e de cooperação local na Zona Centro da cidade.
No encontro, participado por meia centena de representantes de entidades locais, foi apresentado o modelo organizativo e de funcionamento da Associação Rede DLBC Lx, as linhas fundamentais da estratégia para a cidade nesta abordagem DLBC, a actualização do Mapa e do diagnóstico BIP-Zip e as formas de envolvimento e de cooperação local.


No final foram debatidos assuntos diversos e foram perspectivadas interacções entre os membros da Rede para dar início a dinâmicas participadas de diagnóstico e de consórcios licais. E o Colibri agitou as suas asas..


"O colibri na floresta em chamas

Por Wangari Maathai - Prêmio Nobel da Paz de 2004
Nós recebemos informações sobre os furacões, a pobreza, a fome, as pessoas que morrem. Ficamos com uma idéia de que não podemos enfrentar estes grandes problemas. Dizemos para nós mesmos que o que podemos fazer é muito pouco e assim acabamos não fazendo nada.

Uma vez um índio me contou esta história sobre um pequeno colibri.

Havia um grande incêndio na floresta. Preocupados, os animais fugiam da selva em chamas. Quando todos se encontraram em um lugar seguro, bem distante do fogo, ficaram apenas olhando. Eles sentiam que nada podiam fazer, pois o incêndio era enorme. No entanto, um pequeno colibri decidiu que tentaria apagar o fogo.
O pássaro foi até um rio próximo, pegou uma gota de água, sobrevoou a floresta em chamas e lançou a gota que carregava no bico. Enquanto ele ia e vinha, os outros animais lhe perguntavam: “O que você está fazendo? Nada podes fazer, tu és muito pequeno e este incêndio é muito grande”. Alguns animais tinham bicos bem grandes, e não ajudavam.
Mas o colibri estava convencido que podia apagar o incêndio e continuou jogando pequenas gotas nas chamas que consumiam as árvores. Nós temos que ser como este colibri. Não podemos sucumbir diante das dificuldades. Temos que ser obstinados. E seguir levando água para apagar o incêndio, apesar dos outros animais.
Ao final, diante da floresta queimada, o colibri disse aos demais animais que havia feito o melhor que podia.
Todos temos que fazer todo o possível. Estou convencida que cada um de vocês se pergunta o que fazer. Eu lhes digo, façam o máximo que puderem. Eu tenho plantado árvores durante as últimas três décadas."

Sem comentários:

Publicar um comentário